segunda-feira, 11 de julho de 2016




NUESTRA  PRINCESITA 

. Se nos ha ido un pequeño ángel...



Filha de Juan Carrión y Naca Eulalia Pérez de Tudela, presidentes de la Asociación de Enfermedades Raras D´Genes y Asociación Nacional de Familiares y Afectados de Lipodistrofias,, ela foi diagnosticado com o este terrível mal Depois de exames genéticos, uma médica no Hospital de la Virgen de Arrixaca de Murcia diagnosticou a menina, à época com menos de dois anos, com lipodistrofia congênita de Berardinelli (também conhecida como "Síndrome de Berardinelli-Seip")., e, desde então, seus pais deram corpo e alma não só se preocupam, mas foram a luta pela investigação destas doenças. a D¿Genes Association, que ele fundou, (Federação Espanhola de Doenças Raras). Graças a eles, Totana  tornou-se um marco da cidade nesta cruzada e já recebeu quatro vezes e o Congresso Nacional para as Doenças Raras.
A vida de Celia foi curta, mas sem dúvida ela deixou uma semente muito importante para fazer avançar os contras de combate às doenças raras. Obrigado, `princesita¿, descanse em paz
Celia morreu em 2012, aos oito anos. 

Tivemos  a oportunidade de  conhecer esta historia , através de um grande amigo da família da menina , que nos pediu para fazer um desenho com 13 mil pregos  da Menina Celia. Temos por costumes imortalizar pessoas em  painéis pintado com  dezena de milhares de pregos ,  Ferraz utilizou aproximadamente 400 mil marteladas , e aproximadamente 14 mil pregos para fazer sua arte, um lindo quadro com a Imagem do rosto da menina Celia . 











 











Não Tive a oportunidade de conhecer  A menina Celia ainda Viva , mas me emocionei  muito  através  de um vídeo  que a Vi .  http://www.laverdad.es/murcia/v/20110722/region/enigma-celia-20110722.html



 O diretor da empresa farmacêutica BioMarin em Espanha e Portugal, Thiago Barros, apresentado a Juan Carrion e Naca Eulalia Perez de Tudela, presidente da Associação de doenças raras D'Genes e Associação Nacional de Famílias e lipodistrofias afetados, respectivamente, uma imagem bonita de um retrato de sua filha, precisamente nomes do Centro Multidisciplinar "Celia Carrion Pérez de Tudela".









Historias  como estas Da  menina Celia de  Totana, uma pequena cidade no sudeste da Espanha, bem como   o Menino Marco de Portugal , nosso Querido Dudu Prospero de  Guarulhos Sao Paulo   Brasil , entre outras tantas  que não conhecemos ,  e que nos fazem parar e a Refletir muito , que não estamos aqui nesta terra Apenas para Viver. 

 O artista :  Miinha  ideia é inspirar o sentido de unidade em todo o mundo, Sozinho vamos mais Rápidos ,  Porem Juntos  Vamos Mais Longe ..   Relata o Artista Plástico  “Emocionado “

Aqui  um Pouco Sobre Nuestra Princesita
http://www.bbc.com/portuguese/geral-36463057

quinta-feira, 7 de julho de 2016

segunda-feira, 20 de junho de 2016

O céu  é o Limite 


Usando mais de dois Milhões pregos de aço rígido para recriar  algo tão frágil e cheia de curvas como o corpo humano não é tarefa das mais fáceis, mas artista FerrasFerraz consegue comunicar com ele sem tanto como um esboço.





Nascido em um cidade do interior da grande São Paulo , Ferraz Participou em programas de tv . E fez algumas apresentações  de seu trabalho em exposições em São Paulo e Minas Gerais.





  Demorando entre vinte dias a 6 meses para concluir algumas  de suas obras-primas  ele usa  entre 15.000 e mais de 50.000 pregos dependendo  da arte.
Ao colocá-los em diversas alturas e distâncias, ele pode criar diferentes tons distintos e manipular a intensidade dos contornos. Ele domina várias técnicas, como ondulado a altura de um prego ou  sua cabeça redonda, mas Ferraz admite que a luz tem um papel importante a desempenhar na sua arte, como "de sol a sol de manhã à noite as sombras entre as esculturas de mudar e afetar o contraste, e alterando a iluminação artificial, as esculturas podem aparecer leve como um desenho a lápis ou escuro como um desenho de carvão vegetal a vida." 









 Provavelmente a coisa mais impressionante sobre a arte deste artista Plástico brasileiro, é que ele não Desenha nada de antemão, a imagem é apenas em sua mão. Ele admite que depois de terminar uma peça, ele olha para ela e pergunta: "Agora como eu fiz isso?", mas lembra-se que, para fazer um começo você tem que dar um primeiro passo, então ele pega uma tela e um martelo e coloca um prego, em seguida, adiciona um outro, e outro, até que o trabalho começa a tomar forma. Neste ponto, ele já está em sua "zona" de conforto e não para pra  pensar nisso, ele martela pregos, logo após prego.


A maioria das obras de Ferraz  foca sobre o
corpo humano, uma escolha estranha, considerando que ele escolheu um meio rígido como os pregos de aço para criar representações de tais formas curvilíneas. O artista explica que após o uso de pregos martelados para descrever formas abstratas, percebeu que "a interação entre os rígidos, hastes angulares e as curvas suaves do rosto humano, seria fantástico impressionante."




 BY ARTESCOMPREGOS
CONTATO , WHATSAAP 11972268430

domingo, 19 de junho de 2016



Quer algo Diferente ? Pintura com pregos  By https://t.co/l9L7Hw6OMn https://t.co/vhy74Zizih   https://t.co/1vrXAd20Oi

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Casa dos Marcos  é Logo Ali   Bora La conhecer  http://casadosmarcos.rarissimas.pt/
A pedido Da mãe Paula Costa, Artista Plastico esculpe em madeira usando 13 mil pregos e 300 mil marteladas, Busto do menino Marcos #emoçaopura 

www.rarissimas.pt 

A Associação Raríssimas abriu esta segunda-feira, em Portugal a Casa dos Marcos, um projecto de 5,5 milhões de euros que pretende beneficiar mais de cinco mil portadores de doenças raras e respectivas famílias.

O Marco tinha 16 anos quando em Setembro de 2005 pediu que se fizesse uma escola para ele. Faleceu pouco tempo depois, em Janeiro do ano seguinte, sem ver o seu desejo realizado. O Marco era portador da Síndrome de Cornélia de Lange, uma patologia rara associada a malformações congénitas e atraso do desenvolvimento psicomotor. ontem foi inaugurada a escola que pediu e que será um ponto de apoio para os doentes portadores de patologias raras.

Chama-se a Casa dos Marcos, este projecto. “Não sendo para o Marco, é uma casa para os outros Marcos de Portugal”, disse ao PÚBLICO a directora da associação, Paula Brito e Costa.

Esta casa nasce na Moita e pretende dar resposta às necessidades de quem lida diariamente com patologias raras. Terá um lar residencial destinado a pacientes cujas famílias não tenham condições para um acompanhamento adequado às patologias, com capacidade para 24 utentes e uma residência autónoma com capacidade para 5 pessoas. Faz parte do projecto um centro de actividades ocupacionais, uma unidade de cuidados continuados e um centro de investigação.

Paralelamente, a casa dos marcos terá duas unidades abertas à comunidade, o que significa que “quem necessite terá acesso imediato às consultas”. A unidade clínica terá capacidade para mais de 4000 utentes por ano, enquanto a unidade de medicina física e reabilitação receberá uma média anual de 200 utentes. Estes serviços estão abertos à comunidade mas constituem um bem de saúde privado. A associação, no entanto, está em “negociações com a tutela para estabelecer entendimentos quanto a comparticipações”.

A inauguração aconteceu ontem e estima-se que em Janeiro a casa já esteja a receber os primeiros utentes. “A lista de necessidades é muito grande e requer uma avaliação”, diz Paula Brito e Costa afirmando que a associação Raríssimas está “muito orgulhosa com este projecto” de apoio médico, social e cuidados continuados que permitirá, para além dos apoios aos pacientes e famílias, criar cerca de uma centena de postos de trabalho.